Sobre como um livro pacifista inspirou uma obra-prima do Metallica

13:43


"Não era necessário ser fã da banda para reconhecer a qualidade artística de One, assim como  não é preciso ser fã do Led Zeppelin para apreciar Stairway to heaven." - Mick Wall
Olha eu aparecendo do nada outra vez! Acho que vou mudar meu nome no blog pra Mestra dos Magos.
Venho hoje lhes falar sobre a palavra do Metallica, se tiverem um minutinho.



Minha história com o Metallica começou com o clipe de One. Descobri, então, que as cenas bizarras usadas no clipe eram de um filme de 1971 chamado Johnny vai à guerra (Johnny got his gun) e que o filme foi adaptado do livro pacifista homônimo (resenha aqui), publicado por Dalton Trumbo na década de 1930.
Mas o que eu não sabia até a noite de ontem, é como foi o processo de composição dessa verdadeira obra prima da banda.

Lendo Metallica - A Biografia, de Mick Wall (que é excelente, por sinal), que conta além de outras coisas o processo de gravação e os acontecimentos que cercam cada álbum, cheguei à parte da gravação do quarto álbum da banda ...And justice for all, e bons parágrafos foram reservados pra contar a história de One "o experimento musical mais ambicioso e bem-sucedido do Metallica", segundo o autor. Então vi que era hora de compartilhar o conhecimento. :p

Tudo começa com James Hetfield (frontman, vocalista e guitarrista) a fim de compor uma música sobre ser "apenas um cérebro". Cliff Burnstein então sugeriu a leitura de Johnny vai a Guerra, James baseou a letra no livro. E sério, não conheço muitas músicas que traduziram um livro tão bem quanto One. Contrariando o que vinham fazendo desde o primeiro álbum, dessa vez decidiram que ...And justice for all teria pelo menos um single marcante e um clipe (eles não tinham produzido nenhum até ali).

 Descobrindo que Trumbo havia dirigido uma versão cinematográfica do livro, ficaram mais entusiasmados com a ideia de um clipe para One. Os caras então compraram os direitos para o filme, utilizando várias cenas no clipe. E mais, utilizaram também trechos da trilha sonora do filme, como os sons de explosões, metralhadoras e até trechos de diálogos e monólogo de Johnny.

E essa, amiguinhos, é a história de como nasceu um dos clipes que mais fazem as pessoas correrem atrás da obra que o inspirou. Estatística minha. :p

Você vai gostar destes:

0 comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Translate

Arquivo