A partir de amanhã eu juro que a vida vai ser agora, de Gregorio Duvivier

15:47

2008 | 64 páginas | Editora 7Letras | exemplar da Biblioteca Pública do Paraná | no skoob


Tá sem tempo de ler? Gosta de poesia? Assim como eu, não tem paciência pra poesia? Caso a resposta seja sim para pelo menos uma das perguntas leia A Partir de Amanhã eu Juro que a Vida Vai Ser Agora, do ator, comediante, poeta e (até agora pelo menos) namorado da Clarice Falcão.

Dividido em partes (ou  temas?) e constituído de pequenos poemas e sonetos contemporâneos, essa leitura  me tomou um tempo bem curtinho, mas muito gostoso. Leitura leve, bem-humorada, fofa e rápida, tudo que você, que está precisando de mais horas no dia, queria!



O modo como o Gregorio dá atenção e disseca coisas simples em forma de poesia merece destaque. Acho incrível quem ainda repara na mecânica de coisas simples e cotidianas, como o aplauso. Dálmatas, janelas, um cigarro se acendendo no outro... Me lembrou os contos incríveis, e muitas vezes também curtinhos, do Ignácio de Loyola Brandão, por acaso, meu escritor brasileiro favorito.

A melhor parte da história é que o próprio Gregorio recitou alguns poemas do livro e eles estão disponíveis no Sound Cloud. Clique aqui para ouvir. São só 6 minutinhos e então você provavelmente vai querer ler o livro.

P.S.: Ouça Receita para um Dálmata! É meu favorito. :)


Receita para um dálmata
(ou Soneto branco com bolinhas Pretas)


Pegue um papel, ou uma parede, ou algo
que seja quase branco e bem vazio.
Amasse-o até que tome forma
de um animal: focinho, corpo, patas.

Em cada pata ponha muitas unhas
e em sua boca muitos dentes. (Caso
queira, pinte o focinho de qualquer
cor que pareça rosa). Atrás, na bunda,

ponha um fiapo nervoso: será seu
rabo. Pronto. Ou quase: deixe-o lá
fora e espere chover nanquim. Agora

dê grama ao bicho. Se ele rejeitar,
é dálmata. Se comer (e mugir),
é uma vaca que tens. Tente outra vez.

Você vai gostar destes:

0 comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Translate

Arquivo