Livros que também são seus #1 + Poesia de lombada

18:10


Todo blogueiro literário faz In My Mailbox com os livros que compraram, mas na minha pouca curiosidade nunca vi um post sobre livros emprestados.
Aqui em Curitiba eu e o Louie visitamos bibliotecas assiduamente. Além da Biblioteca Pública, há também várias casas de leitura, o Bondinho e que venham as Tubotecas. Nesse espaço, "Livros que também são seus", vamos contar que pedacinhos de paraíso trouxemos para casa. No fim das contas essa nova coluna serve mesmo é como incentivo pra galerinha frequentar bibliotecas e conhecer coisas que às vezes nem estão mais nas livrarias.
Vale a dica: emprestem com responsabilidade e fiquem atento às datas pra não ter que pagar multa depois, hein? Se todo mundo cuidar bem dos livros que empresta e devolver direitinho poderá ler ele outras vezes se quiser com a vantagem de não ocupar espaço e juntar poeira!
Já a "poesia de lombada" (que conheci na internet) consiste em juntar livros de modo que os títulos formem uma frase, quase uma poesia. Resolvi fazer com os livros emprestados e ver no que dá. O resultado está ao longo do post.

Duas Narrativas Fantásticas, a dócil e o sonho de um homem ridículo, Fiodor Dostoiévski e Caim, José Saramago: encontrados e retornarão para o Bondinho da Leitura, na rua XV.
Alegres Memórias de um Cadáver e Exercício de Solidão, Roberto Gomes: esses são da Biblioteca Pública do Paraná.


Tentativa de poesia de lombada 1:

 Alegres memórias de um cadáver Caim. Duas narrativas fantásticas, Exercício de solidão.




Cabeças de Segunda-Feira, de Ignácio de Loyola Brandão e Carpinteiros Levantem bem Alto a Cumeeira, J.D. Salinger: lá do Bondinho da Leitura.

Dália Negra, de James Ellroy: Adoro essa ilustração da capa! Maravilhosamente perturbadora. Peguei lá na Casa de Leitura Dario Vellozo, no Largo da Ordem.

A Desintegração da Morte, de Orígenes Lessa e O Natimorto, de Lourenço Mutarelli:
lá da BPP. Estava louca pra ler ambos! (E O Natimorto é fantástico, diga-se de passagem!)


Tentativa de poesia de lombada 2: 

Carpinteiros levantem bem alto a cumeeira & Seymour uma apresentação. Cabeças de segunda-feira: O natimorto, Dália negra. A desintegração da morte.

Você vai gostar destes:

8 comentários

  1. Já aviso que irei copiar este post!! Haha
    Achei fantástica esta ideia de poesia da lombada, sou extremamente desinformado ou foste tu a inventora?

    Eu amo ir na biblioteca, normalmente levo uma lista e fico procurando ficha dos autores - é super prazeroso e, por ter data de entrega, a leitura fica mais eficaz!

    Abraços, www.garotodoslivros.blogspot.com.br

    P.S: adorei a cor azul meio cinza da parede!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode copiar! hauhua
      Infelizmente não tive essa ideia tão boa não é minha, haha. Eu vi vasculhando a internet.

      Realmente, a leitura flui melhor. Ou você deixa de lado de uma vez e não fica enrolando.

      E obrigada! Temos paredes nas cores amarelo e salmão também, além do clássico branco. :B

      Excluir
  2. Eu trabalho em uma escola e lá tem uma biblioteca gigante. É muito bom! Pego alguns livros emprestados sempre. Ah, tô seguindo o blog.

    Um beijo, Karine Braschi.
    Geek de Batom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Biblioteca de escola é uma coisa boa. Na cidade em que eu morei em MG as bibliotecas das escolas em que estudei eram melhores que a pública. Matava todas as aulas de matemática lá. huahua

      Beijo!

      Excluir
  3. Oi casal! haha
    Quando eu pego livros na biblioteca, mostro junto com os outros livros na caixinha de Correio, mas adorei o post (e a criatividade!). Vocês poderiam fazer um vídeo nessa coluna né? Os dois juntos, ia ficar super fofo!
    E essa ideia da poesia com as lombadas? Ual. Adorei! haha
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabi!
      Já tentamos gravar juntos e não deu certo hauhua eu ia brincar e o louie ficava bravo :b
      Eu também amei a ideia dos versinhos *-* até quando fica nada a ver é divertido, haha.
      Beijo!

      Excluir
  4. Não conhecia os livros querida, HAHA E esse post é diferente hein? Não sei se posso e devo "roubar" a ideia, UEHEUHEHUE. Gostei mesmo. Ótimas observações e boa dica para quem empresta, rsrs é bom sempre estar atento mesmo. MARAVILHA *_* Muita paz, luz e sucesso SEMPRE para vocês, beijo :*

    Ewerton Lenildo - @Papeldeumlivro
    papeldeumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que pode! :) A da poesia de lombada não foi minha e a dos livros emprestados é coisa simples, hauhua.
      Muito obrigada e tudo isso pra ti tbm. :D

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Translate

Arquivo